Home » Blog » Mude sua carreira: confira 7 dicas para abrir um negócio na Internet

Mude sua carreira: confira 7 dicas para abrir um negócio na Internet

A Internet é, sem dúvida, uma das grandes revoluções dos últimos anos. Através dela é possível ter acesso a entretenimento, informação, conhecimento e a diversos produtos e serviços. A web é hoje uma das principais formas de comércio, podendo se encontrar praticamente tudo a venda na rede. Se você está pensando em aproveitar esse fenômeno e começar seu próprio negócio online, antes de por mãos à obra, confira essas sete dicas fundamentais.

1 – Pesquisar o mercado

O primeiro passo pode parecer bastante óbvio, porém, muita gente se empolga com as possibilidades da Internet e se esquece de avaliar o mercado no qual irá se inserir. Por isso, é vital analisar se realmente há uma demanda pelo serviço/produto que você irá oferecer, quais os seus concorrentes e de que forma você irá se diferenciar deles.

Com esse planejamento, é possível elaborar estratégias e objetivos, além de aprender com os erros e acertos de outras empresas. Essa pesquisa de mercado também pode proporcionar novas ideias e soluções, por isso, é um item muito importante no processo de começar um negócio na web.

2 – Realizar testes

Esse é o segundo de três cuidados que devem ser tomados antes de o negócio ser propriamente aberto (o terceiro você confere logo em seguida). Além de testar o interesse dos consumidores – comentado anteriormente -, também são necessários os testes de todas as funcionalidades do  seu negócio. Sua plataforma de e-commerce, seu site, seu aplicativo, seu protótipo de distribuição do produto, enfim, tudo que pode ser testado antes, deve ser testado.

3 – Ter capital para até um ano

O último passo a ser tomado antes de abrir o negócio é tão difícil quanto importante: muitos negócios fecham antes de completar seu primeiro “aniversário” justamente porque o empreendedor imaginou que teria sucesso imediato. Na maioria das vezes, não é isso que ocorre. Por isso, é fundamental ter uma margem de segurança econômica para sustentar o negócio por pelo menos 12 meses.

4 – Dar atenção ao design e ao SEO

Depois de planejado o negócio e assegurado um futuro financeiro para ele, é hora de se preocupar com a plataforma online. Afinal, de nada vale uma boa ideia se ela não for aplicada de forma correta na web. Isso significa ter extrema atenção com o design do seu site/blog/e-commerce, sempre privilegiando sua usabilidade e a experiência do usuário.

Além disso, também é fundamental se preocupar com técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que são estratégias, ações, ferramentas e conhecimentos necessários para tornar o seu site mais popular em ferramentas de busca – como o Google. Isso aumenta consideravelmente seu alcance de visibilidade e conversões.

5 – Contato com os clientes

Os usuários da Internet se sentem como parte de uma comunidade, eles esperam se relacionar com marcas e empresas, e ter a atenção delas. Por isso, procure ter o maior número possível de canais de comunicação com o seu público, seja uma central de atendimento, as redes sociais ou um chat online para ajudar clientes que estão visitando seu e-commerce.

Porém, cuidado para não dar um passo maior do que a sua perna; ou seja, somente crie canais de comunicação que você conseguirá efetivamente administrar e dar a atenção devida.

6 – Plataforma online eficiente

É preciso ter a ciência de que um negócio na Internet precisa ter todos os seus processos voltados para o mundo virtual. Isso quer dizer que um cliente possa encontrar seu negócio na rede (através do SEO citado anteriormente, por exemplo), conseguir utilizar seu site com rapidez e clareza – mesmo em dispositivos móveis – e finalizar sua compra com praticidade.

7- Cuidado tributário e com a propriedade da sua marca

Negócios online muitas vezes podem passar a falsa sensação de que a web é uma terra sem leis – e isso, além de muito equivocado, é muito perigoso. Busque se informar sobre todos os aspectos legais do seu negócio, bem como se assegurar a propriedade intelectual de sua marca.

Esse post foi uma colaboração do Rodrigo Rodrigues da Acesso Shop, uma das melhores empresas de gestão e tecnologia na internet.

Twitter-icon Twitter-icon Twitter-icon