Home » Blog » Privacidade e segurança em foco: você está protegido?

Privacidade e segurança em foco: você está protegido?

Texto de: Ramiro Guerra Martini, empresário e presidente da Cinco TI

Hoje, uma das primeiras coisas que o usuário pensa ao adquirir um smartphone, tablet ou PC é: qual antivírus vou utilizar? Qual vai manter minha privacidade? Pois é, se você acompanha as notícias do mundo digital, certamente já leu sobre segurança na internet, como o recente caso de falha da OpenSSL. A verdade é que cada vez mais precisamos nos atentar para a proteção dos nossos dados e nossa privacidade.

A dúvida de estarmos ou não navegando com privacidade e com nossos dados realmente protegidos, seja de hackers ou até mesmo de empresas especializadas em vigilância (como, por exemplo, as que são apoiadas pelos governos), nos faz levar a adotar a utilização de ferramentas do tipo PGP (Pretty Good Privacy) – software criado por Phil Zimmermann com intuito de ser usado para proteger sua privacidade, aumentar a segurança das comunicações e garantir a autenticidade das mensagens eletrônicas, disponibilizando recursos extras para nos proteger em nossas comunicações online.

Ferramentas do tipo citado acima (PGP) nos auxiliam a criptografar qualquer informação pessoal ou privada, além de disporem de recursos conhecidos como “assinaturas digitais”, que nos permitem enviar e receber mensagens com a certeza de que as mesmas não terão seu conteúdo alterado no transcurso entre a origem e o destino.

A verdade é que ninguém gosta de ser monitorado ou vigiado, seja pelo governo, pelas empresas empregadoras ou até mesmo por setores de publicidade. Já utilizamos senhas para acessos a informações pessoais, simplesmente pelo fato de não querermos compartilhar um ou outro dado com demais pessoas.

Com a enorme variedade de antivírus disponíveis, aquelas empresas que inovarem e passarem a dar mais atenção para as questões de privacidade – assunto tão visado no momento – vão acabar ganhando mais público. Atualmente, os usuários se preocupam não apenas com a segurança dos seus aparelhos eletrônicos, mas, principalmente, com a proteção dos seus dados pessoais. Ao escolher a empresa que irá protegê-lo na internet, o usuário deve conhecer muito bem se essa é uma empresa confiável, eficiente e com tradição no mercado de TI.

Portanto, visto que as grandes preocupações em 2014 estão sendo a segurança na navegação, transferência de mensagens ou armazenamento de informações em nuvem ou local para os mais diversos tipos de dispositivos móveis, desktops, servidores e até mesmo dados virtualizados, esperar apenas pelo que é oferecido pelos softwares e sites que utilizamos é um erro. É preciso entender e prevenir de maneira consciente.

Twitter-icon Twitter-icon Twitter-icon