Home » Marketing Digital

Category Archives: Marketing Digital

wifi para restaurantes

wifi para restaurantes

Se você tem um Restaurante, Lanchonete ou bar, você provavelmente está perdendo dinheiro ao liberar o WIFI para seus clientes apenas com uma senha ou com acesso livre. Sim, você está perdendo MUITO dinheiro. Leia com ATENÇÃO e você vai entender.

Existe uma nova tecnologia que permite liberar o WIFI para seus clientes, sem que ele tenha que digitar uma senha. Basta ele fazer o LOGIN por uma das principais redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter, gMail, entre outras.

Após fazer o login, o acesso a internet é liberado automaticamente. A grande diferença desta tecnologia é que após feito o login, o proprietário do estabelecimento obtem algumas informações básicas do cliente, que são públicas nas redes sociais, permitindo você criar um relacionamento posterior com seus cliente.

Quer saber mais sobre esta tecnologia? Clique aqui

 

Como ganhar seguidores no Instagram

Como ganhar seguidores no Instagram

O Instagram tem se mostrado como uma das redes sociais mais utilizadas no momento, isso se deve principalmente pela dinâmica da ferramenta, novos recursos aplicados e, principalmente, pela poluição de redes sociais como o Facebook, que misturam muitas informações na time line dos usuários.

Com isto, muitas empresas encontraram no Instagram uma forma de divulgar sua marca e aumentar suas vendas, mas para colher bons resultados você deve seguir algumas recomendações para que seu perfil atraia mais seguidores a cada dia!

#1 O perfil da empresa é apenas para divulgação de assuntos da empresa, não misture assuntos pessoais, fotos de família ou qualquer outro assunto que não tenha relação com seu negócio.

#2 Gere algum conteúdo relevante com imagens de qualidade. Não utilize images capturadas do google ou de outras empresas, existem bancos de imagens como o freepik que contém imagens gratuítas ou uma assinatura de baixo custo. No caso de fotos de produtos, normalmente os fornecedores autorizam o uso das imagens de materiais promocionais.

#3 Faça uma pesquisa das #hashtags que tenham relação com sua empresa, produto ou serviço. A hashtag é um sistema de filtro dinâmico que permite ao usuário visualizar tudo o que está sendo postado com aquela palavra-chave.

#4 Atualize sua Bio (decrição do seu perfil) com um texto simples mas que seja objetivo e defina bem sua área de atuação. Nesta Bio você também pode colocar um link para sua empresa. Atenção: se seu site não está preparado para dispositivos móveis seus usuários terão muito dificuldade de acessar seu site, pois o instagram é praticamente apenas acessado via celular e tablets.

#5 Utilize seu logotipo nas fotos postadas, pois quando o usuário está navegando isso poderá chamar a atenção dele. Utilize um padrão de postagem, moldura ou fonte de letras para criar uma harmonia no seu perfil. Caso você não tenha um profissional para preparar as imagens, utilize um software de editaração simples como o canva.com

#6 Utilize um logo ou imagem que chame a atenção na Bio. Alguns logotipos de empresas não ficam bem quando são reduzidos, muitos se tornam impossíveis de identificar. Faça testes para que a imagem fique bem no formato pequeno.

Depois de seguir estas recomendações, chegou a hora de utilizar algumas técnicas para aumentar seus seguidores.

A técnica é bem simples, basta você seguir novas pessoas, sim, só isso 🙂 Mas calma, vamos lá, não basta seguir qualquer pessoa, você deverá criar uma estratégia para isto, vou explicar.

#1 Selecione os perfis do Instagram que atuam na mesma área que a sua empresa, consequentemente o público que segue esses perfis provavelmente terá a mesma afinidade com seu produto ou serviço.

#2 Selecione as principais #hashtags que tem relação com sua empresa, produto ou serviço.

Em seguida, reserve um tempo diariamente e consulte os perfis e #hashtags selecionadas, veja quem são os usuários que mais interagem ou simplesmente clique nos usuários que seguem esses perfis. Ao seguir o usuário , ele será notificado e com isso ele terá a oportunidade de ver sua marca. Esta é a hora mais importante, pois neste momento seu perfil deverá chamar a atenção e o que será levado em conta são as últimas imagens postadas, a descrição da Bio e seu logo.

Você não terá uma segunda chance para causar uma primeira boa impressão

Algumas outras dicas importantes:

#1 Se sua empresa atua apenas na cidade e você não tem comércio eletrônico, não adianta seguir pessoas de outras cidades ou estados.

#2 Evite seguir o perfil de outras empresas ou concorrentes.

Agora vem a dica de ouro!

Esta ação de seguir os usuários é eficiente sim, pois você está sendo visto por potenciais clientes e de maneira segmentada, entretanto demanda tempo e dedicação, pois você precisa ficar manualmente realizando estas operações. Agora o que você provavelmente não sabia é que este procedimento pode ser feito de maneira automática!

Você define os perfis, as #hashtags e inclusive a localização da postagem, assim o sistema fará o trabalho de forma automática. Além disso, o sistema sempre estará curtindo as fotos dessas pessoas para dar mais visibilidade. Vale muito a pena, você pode conseguir em torno de 2.000 seguidores novos ao mês, segmentos e que estão seguindo você por conta própria!

Se você quer mais informações sobre este sistema, clique no banner abaixo.

Bom, espero que este artigo tenha ajudado, deixe seus comentários ou temas para novos textos!

 

 

 

 

 

 

 

Qual a diferença entre um site e uma loja virtual

Qual a diferença entre um site e uma loja virtual

Qual a diferença entre um site e uma loja virtual

Qual a diferença entre um site e uma loja virtual

Essa é uma pergunta muito frequente entre meus clientes no escritório. Bom, de uma forma bem resumida a diferença entre um site e uma loja virtual é que a loja possui um sistema de gestão de estoque e carrinho de compras, similar a uma loja física e o processo de venda é praticamente todo automatizado, desde a seleção do produto, fechamento do pedido até a cobrança, seja no cartão ou boleto bancário.

Já o site não contém esses recursos, apenas informações distribuídas de forma pré-determinada, para orientar o visitantes dentro de um conjunto de informações, por exemplo, uma apresentação dos serviços da empresa, notícias, entre outras informações.

Portanto, a loja virtual permite que o cliente tenha uma navegabilidade mais amigável, permitindo que ele faça consultas por categorias de produtos, faixa de preços, até mesmo buscas por cores ou segmentos.

Entretanto, um detalhe importante, um site simples também pode ter botões de venda. Plataformas como o PagSeguro, GerenciaNet ou PayPal, permitem que você crie um produto e estas plataformas geram automaticamente um botão de pagamento e esse botão você insere no seu site.

Este tipo de comércio, utilizando um botão de pagamento, é recomendado quando você tem poucas unidades ou itens para venda, por exemplo, imagine um autor de livro que queira vender apenas uma única obra. Para o lançamento do livro ele criou uma página exclusiva para o livro e o único produto a venda é o próprio livro, não sendo necessário um carrinho de compras. Neste caso o site é mais que suficiente para atender sua necessidade.

Espero que esta explicação tenha ajudado.

Forte abraço a todos.

Impulsionar propaganda ou conteúdo relevante ?

Impulsionar propaganda ou conteúdo relevante ?

Recentemente fizemos algumas postagens no facebook divulgando recursos específicos de uma plataforma que desenvolvemos, o [Convido Você], depois fizemos postagens no facebook divulgando conteúdos relevantes para o mesmo público, com dicas ou informações que podem contribuir para os pais, a diferença de engajamento dos usuários é muito grande.

Na primeira situação, onde apenas divulgamos recursos e funcionalidades do sistema, até existe algumas curtidas e visualizações, mas apenas o correspondente ao investimento feito. Já no segundo caso, onde postamos alguns conteúdos relevantes, o nível de engajamento e abrangência orgânica foi muito maior.

Vejam o video abaixo e tirem suas conclusões pelo relatório.

Lembrando que os investimentos feitos foram baixos pois estamos fazendo testes para entender o que pode dar um melhor resultado.

Como enviar um currículo por eMail

Cuidado ao enviar seu currículo por email.

Recebo diariamente 2 ou 3 currículos por email e o que tem me chamado a atenção é que muitos desses currículos são disparados como SPAM, onde a pessoa provavelmente compra uma base de dados ou faz um filtro com uma centena de empresas e, pela preguiça de enviar um por um, ele faz um texto genérico e envia seu currículo torcendo para alguém “engolir” a isca.

A curiosidade é que esses emails de SPAM nem sempre são acompanhados de uma carta introdutória, muito menos algum pedido de oportunidade de entrevista, simplesmente o arquivo vai anexo.

A minha sugestão é que você elabore um texto de apresentação e, se possível, personalize parte dele, como por exemplo colocando aos cuiados do responsável de RH ou do departamento que você está tentando a vaga.

Outra coisa importante, não envie seu currículo no formato DOC pois existem alguns vírus que podem ser distribuidos neste formato, envie em PDF.

Lógico que esta dica só serve para as empresas que ainda recebem currículos por email, pois grande parte das grandes empresas já utiliza algum sistema para captar e filtrar os currículos.

Forte abraço.

 

Como ganhar dinheiro na Internet.

Talvez alguns estejam se perguntando: “Se ele vai dar a receita para ficar rico, será que ele já ficou ?

Se eu estivesse rico talvez eu não estivesse escrevendo este post, e por um motivo muito simples, existem alguns segmentos de mercado que estão saturados de conteúdo, e no meu caso minha linha de trabalho é justamente gerar conteúdo para a web na área de informática. Agora, existem áreas que estão carentes de conteúdos de qualidade e talvez você consiga se encaixar em algun deles.

A idéia deste artigo é apenas “abrir” os olhos das possibilidades existentes no mercado da internet para qualquer pessoa de qualquer mercado. A seguir vou pontuar as principais possibilidades existentes hoje, e futuramente, posso explicar com mais calma cada um deles. Segue:

  • Consultoria pela Web: Divulgue seu trabalho e ofereça consultoria na sua área através do Skype.
    • A vantagem é que você trabalha de casa.
    • A desvantagem é que o dia tem apenas 24 horas e você ficaria limitado as aulas.
  • Venda de eBooks: Crie conteúdo em formato de ebook e venda pela web.
    • A vantagem é que você pode vender em escala.
    • A desvantagem é que você precisa se tornar uma autoridade no assunto para vender bastante.
  • Venda produtos pela Internet: Estude um nicho de negócio e venda produtos exclusivos.
    • A vantagem é que a concorrência é pequena e você pode ser encontrado de qualquer lugar do mundo.
    • A desvantagem é que o início não será fácil, pois você precisa gerar conteudo para ser encontrado.
  • Freelance pela Web: Alguns segmentos permitem você desenvolver seus trabalhos remotamente.
    • A vantagem é que você trabalha em casa.
    • A desvantagem é que o dia só tem 24 horas.
  • Vire um Blogueiro: Crie conteúdo relevante e venda conhecimento além de espaço publicitário.
    • A vantagem é que se você se tornar referência, poderá vender espaço publicitário e outros produtos vinculados.
    • A desvantagem é que o processo para se tornar relevante é lento, a não ser que você pague para aparecer no início.
  • Afiliados: Talvez um dos mercados mais interessantes e só a Web permitiu isso. Ao desenvolver um trabalho em algum segmento, você pode revender produtos digitais de outras pessoas e ganhar comissão nas vendas. Um bom exemplo é o site www.hotmart.com.br
    • A vantagem é que você não precisa produzir conteudo, mas terá que criar seu público de alguma forma.
    • A desvantagem é que você sempre dependerá de algum produto de terceiro de qualidade.

Vale lembrar que todos os itens acima exigem muito trabalho e dedicação, por isso não fique ai se lamentando, corra que ainda dá tempo.

Em breve postarei novas profissões que podem ser exploradas usando a internet.

Abraços.

 

Marketing de Conteúdo

Contribuição do Prof. Giuliani, texto original aqui.

O profissional de marketing precisa entender o consumidor, compreender os indivíduos e os grupos com perfis semelhantes, para poder elaborar uma estratégia de marketing. Hoje o profissional de tecnologia deve ser ativo e participante nas decisões de negócios do futuro da  empresa, sua presença e conhecimento são itens fundamentais para que o marketing consiga ter agilidade na compreensão do consumidor.

A forma como o consumidor  utiliza seu poder de compra mudou, sua decisão de compra não ocorre apenas no momento da venda, por influência do vendedor. A publicidade tradicional e invasiva não consegue comunicar com a nova geração.

Steve Jobs disse uma vez: “As pessoas ligam a televisão quando querem desligar o cérebro”, concordo que às vezes é bom desligar. No seu programa de estreia em agosto, Fabio Porchat na TV Record mostrou a dificuldade  que a geração millenium tem para interagir com esse meio de comunicação.

Em plena era da informação, da interatividade, do conteúdo gerado pelo usuário, das redes sociais, dos aplicativos mobile. Mesmo quando estão ligados, os nossos cérebros estão cada vez mais treinados para ignorarem anúncios.

É na hora do intervalo que escolhemos para ir ao banheiro, ou seja, nesse momento recebemos a mensagem para não prestar atenção nisso. Não sou contra a publicidade na TV, mas  chamo a atenção para repensar nas ações estratégicas.

Na internet acontece a mesma coisa, os olhos dos consumidores estão ficando bons em ignorar banners. Influenciado pelas redes sociais, o consumidor de hoje está mais consciente do seu poder de compra, e procura sempre se informar e conhecer o que está consumindo antes de tomar qualquer decisão.

Acompanhando esta tendência, o objetivo do marketing de conteúdo é planejado para aumentar a visibilidade da empresa, atrair a audiência certa e ganhar a confiança do consumidor. O marketing de  conteúdo é  alcançar os consumidores por meio de conteúdos de qualidade, em diferentes formatos e canais, de forma que desperte empatia, leve conhecimento ou simplesmente divirta as pessoas.

Seu foco reside na criação e distribuição de conteúdo de valor, relevante e consistente, para atrair  e reter um público claramente definido, tornando-o um cliente rentável. Este conteúdo pode assumir diversas formas como notícias, vídeos instrutivos, white papers, ebooks, posts de blog, guias, artigos, perguntas e respostas, imagens, entre outros.

Para o marketing de conteúdo a regra dos 80/20 do economista Vilfredo Pareto é valida para provar que, para muitos fenômenos, 80% das consequências advêm de 20% das causas. Recomenda-se que as empresas repensem  seus investimentos  em marketing para produção de conteúdo. Distribuindo em um mix de fotos, vídeos, textos, livros, filmes, teatro.

Adaptar o conteúdo e a linguagem utilizada para o canal é muito importante, cada vez mais pessoas acessam a internet através de telas pequenas. Para a produção do conteúdo deve observar o tipo de comportamento e canal.

O conteúdo deve ser responsivo, ou seja, deve se adequar aos diferentes dispositivos usados pelos  visitantes. Não esquecer que as pessoas estão cada vez mais ocupadas, bombardeadas por informações ao longo do dia. Dessa forma, deve ser relevante, breve e objetivo. Captar a atenção logo no início, criar uma chamada para ação no final.

Criar conteúdo é um desafio e dá trabalho. Logo, tem custo, se não tem tempo ou não tem  expertise para criar bons conteúdos, contrate alguém para fazer isso. Há vários profissionais na internet que fazem free lance para produção de conteúdo.

Não se esquecer de ter conteúdo inédito. A estratégia de marketing de conteúdo é você criar coisas relevantes, que as pessoas vejam valor, e dessa forma, relacionem sua marca a conhecimento, gerando confiança e resultando em vendas. (Publicado no Jornal de Piracicaba em 07/09/2016)

Como usar vídeos em sua estratégia de marketing – e porque eles são fundamentais

Hoje recebi um email muito bacana do pessoal da Samba Tech, nele você pode encontrar dicas valiosas sobre o uso de videos em suas estratégias de marketing. Como em qualquer projeto, tudo começa com um bom planejamento e depois a definição das ações que serão tomadas para a produção e conteúdo dos videos. Vale a pena a leitura, segue o link com o texto completo.

 

O novo Varejo “Fidigital” físico e virtual

Colaboração: Prof. Antonio Carlos Giuliani

A compra por impulso já não gera tanto mais lucro se não vier acompanhado de um bom atendimento, mix diversificado de produtos e comunicação dirigida. As novas tecnologias produzem novas reações e comportamentos de compras, exigindo ações de marketing dirigidas ao seu publico alvo.

Pode-se atribuir que o varejo brasileiro, em relação aos mercados mais maduros, no quesito atender aos anseios do consumidor e atende-lo naquilo que ele quer e deseja, estamos atrasados. Sabe-se que o setor está de olho no futuro, tem muitos varejistas fazendo um bom trabalho, mas tem muitas marcas perdendo espaço, pois parecem entender que não precisam acompanhar as mudanças de comportamento do seu consumidor e abrem oportunidades para novos entrantes.

As empresas que se relacionarem de forma rápida com seus clientes, irá colaborar na economia de tempo e com certeza estarão nas mentes dos consumidores. Rever o canal de distribuição é importante para manter-se no mercado, identificam-se varejistas que possuem pontos de vendas apenas no ambiente físico e outros somente digital.

A comodidade e os preços encontrados no meio digital, não são páreos para a experiência de compra, como o ambiente, atendimento ou o “levar na hora” no ponto de venda físico, assim como o contrário também é válido. Ganham mercado os varejistas que conseguem criar não somente uma experiência híbrida de consumo, mas permite que o consumidor possa decidir em qual canal ele compra, físico ou virtual, bem como de qual maneira ele recebe ou retira seu produto, identifica-se modelos de lojas onde funcionam apenas como um showroom ou um centro de experiências para as compras virtuais.

Ter um ponto físico e virtual como canal de venda, torna-se imprescindível, denominado pelo mercado como “Fidigital”. O varejo de ontem era medido pelo número de lojas e pelo porte das mesmas, hoje não somente a presença, mas a relevância da marca junto ao seu público consumidor, e principalmente o engajamento desses com a marca, são pontos importantes para assegurar o sucesso, e dialogar com os diversos tipos de gerações de consumidores.

Enquanto grandes varejistas estão caindo, uma série de pequenos negócios surgem e prosperam da noite para o dia, por compreender e oferecer algo direcionado ao seu público em detrimento do diferenciado. Para o varejo hoje, realizar uma venda sem entender que o consumidor está em busca de soluções, poderá significar uma venda não realizada. Cabe ao marketing das empresas preocuparem-se não só com embalagens e produtos, mas com o emocional do consumidor.

(Publicado no Jornal de Piracicaba em 03/06/16 – A3)

Como captar emails ou Whatsapp de Potenciais clientes

Conseguir um email de um potencial cliente pode ser um grande desafio, mas para isso usamos a estratégia de oferecer algo de valor, algo que solucione uma dúvida ou parte do problema do seu potencial cliente e para isso descrevo 6 passos para você seguir e colocar em prática hoje mesmo.

Como funciona? Siga os passos:

1- Defina quem é o seu público, idade, gênero, posição social, desafios, onde frequenta, o que costuma ler ou seja um mapa geral do seu futuro cliente, com isso conseguimos entender melhor quais os principais desafios.

2- Prepare um bônus gratuito, pode ser um vídeo, um desconto, um brinde, um ebook, são inúmeras possibilidades de acordo com o seu público.

3- Faça um post ou banner com algumas dessas palavras: Nossa empresa preparou um brinde especial para um número limitado de pessoas, nosso bônus é gratuito mas vai ficar até dia X no ar, aproveite esta oportunidade única este brinde custaria Y, mas neste momento custa apenas X.

4- Depois do post feito, agora é hora da observação, escreva explicando: esse presente é limitado e precisamos do seu email ou whats para você ter acesso a este material ou brinde, dependendo da situação se for um material digital, usar este email para envio do material, se for brinde, ligar para o número ou usar o whatsapp para recolher informações de endereço para envio do brinde, tudo depende de cada situação, mas sempre devemos ter como foco capturar os dados, mas sendo íntegro, entregando algo realmente de alto valor.

5- Utilize os anúncios patrocinados, sejam nas redes sociais ou em portais para receber ainda mais potenciais contatos.

6- Verifique e acompanhe os resultados e lembre-se, aquilo que não pode ser medido, não pode ser melhorado.

P.S. Saiba que você pode fazer isso facilmente no Facebook ou em qualquer outra rede social ou mesmo em algum anúncio de portal com banners, com esta técnica agora você pode usar toda a criatividade para alavancar o seu negócio e colocar em prática o mais rápido possível.
Informações à Imprensa:
Comunicação Alex Villaverde
(11) 4307-9010 e 9 6738-1313
www.alexvillaverde.com.br

Twitter-icon Twitter-icon Twitter-icon